VERRUCLIN - 15GR CLOROBUTANOL

VERRUCLIN - 15GR CLOROBUTANOL

Aproveite, ainda temos 3 itens no estoque
R$ 20,26
ou R$ 19,25 à vista (com 5,00% de desconto no Itaú Shopline)
Quantidade
Consulte frete e prazo de entrega

Não sabe o CEP?

descrição

Até o ano de 1967, o Clorobutanol (1.1.1.tricloro-2-metil-2-propanol) era conhecido unicamente pelos seus efeitos: anti-espasmódico, sedativo, hipnótico e antibacteriano (esta última propriedade o qualificou para utilização como antisséptico/desinfetante, e como preservativo de soluções de uso parenteral).

 Pesquisa realizada por veterinários brasileiros demonstrou a ação do Clorobutanol no tratamento da Papilomatose (verruga) em animais domésticos, causada por vírus do grupo Papova. O mecanismo de ação ainda não foi descrito, porém esta droga atua no metabolismo celular inibindo a replicação vírica, possivelmente aumentando a resposta imune ou a síntese de interferon. Ao que parece, o produto atua como um estímulo para o sistema imunológico, visando quebrar a condição de “tolerância” do organismo animal ao vírus da papilomatose, porém a capacidade de reatividade do sistema imunológico inerente a cada indivíduo é importante.

Foi demonstrado que, em média, os papilomas desaparecem após 45 dias da aplicação, normalmente sem problemas de recidivas nos animais tratados (4, 5).
 

bula

FÓRMULA 
Cada 100 mL contém:
 
- Clorobutanol (1.1.1.tricloro-2-metil-2-propanol).....50 g
- Álcool etílico q.s.q...........................................100 mL

INDICAÇÕES
No tratamento da Papilomatose (figueiras, verrugas) dos bovinos, caprinos, ovinos e cães.
 
POSOLOGIA
Doses e via de administração: 
- Bovinos (independente de raça, desde que com mais de 100 kg de peso): aplicar por via subcutânea (embaixo da pele) 10 mL de três em três dias, no total de três
aplicações. Em casos mais graves, repetir o tratamento após uma semana.
 - Terneiros: para aqueles com menos de 100 kg de peso, seguir a posologia para animais de pequeno porte; em casos de terneiros com mais de 100 kg de peso,
seguir a posologia para bovinos adultos. 
- Animais de pequeno porte (cães, caprinos e ovinos): aplicar por via subcutânea (embaixo da pele) 1 mL para cada 10 kg de peso vivo de três em três dias, no total
de três aplicações. 
- Em papilomas de mama, pode ser feito também uso tópico (veja abaixo) como tratamento adicional (4).

OBSERVAÇÕES
- USO TÓPICO: Deve ser feito diariamente, com a utilização de pincel (pincelagens). Esta aplicação tópica deve inclusive abranger uma área um pouco maior em torno
do papiloma, para aumentar a superfície de absorção. Nunca fixar algodão ou bandagem embebida da solução, porque o álcool provocaria assaduras e/ou forte irritação do tecido cutâneo abaixo da compressa.
 
- REPETIÇÃO DE TRATAMENTO: No período de até 10 dias deve haver algum sinal de melhora dos papilomas, como diminuição do volume dos mesmos e/ou queda. Nos
casos em que isto não ocorra, um segundo tratamento é indicado, nos mesmos moldes do primeiro (normalmente casos em que o animal tenha muitos papilomas ou
papilomas muito grandes).
 
- CASOS REFRATÁRIOS AO TRATAMENTO: Onde não haja nenhuma reação favorável à cura, desde que os animais sejam submetidos a uma boa nutrição (inclusive,
e de muita importância, a nível de macro e microelementos minerais), deve-se considerar a possibilidade do animal ser portador de deficiência de atividade do sistema imune (verificar o envolvimento de animais parentais) (2).
 
PRECAUÇÕES
Sobredoses cursam com sinais de perda de coordenação motora progressiva, diminuição de reflexos e, em casos extremos, depressão respiratória a nível de SNC.
Para efeito de tratamento, não existe medicação específica (ou seja, não há antídoto), sendo o mesmo sintomático. Pode-se recomendar (basicamente o tratamento
é o mesmo daquele utilizado em casos de intoxicação por barbitúricos): entubação endotraqueal e respiração assistida (em casos extremos); lavagem gástrica (se a
ingestão for oral) com permanganato de potássio (1:10.000), ou com carvão ativado; controlar eletrólitos, pH e reserva alcalina, mantendo seu equilíbrio com
perfusões adequadas; tratamento iminentemente sintomático (choque, coma, complicações); forçar diurese e manter aquecimento

CONTRA-INDICAÇÕES
 
- O produto é contra-indicado em animais que se apresentem caquéticos, ou com comprometimento das funções renal e/ou hepática, em animais anêmicos e hipoproteinêmicos.
 
- Não aplicar mais do que 10 mL por ponto de aplicação, quando a via utilizada for a subcutânea.
 
- Nunca fixar algodão ou bandagem embebida da solução para uso tópico, porque o álcool provocaria assaduras e/ou forte irritação do tecido cutâneo abaixo da  compressa.
 
EFEITOS COLATERAIS E SECUNDÁRIOS
 
- Eventualmente o produto pode levar a reações locais inflamatórias, no ponto de aplicação, basicamente em função de uma ação irritativa do álcool, após sua deposição
no espaço subcutâneo.
 
LIMITAÇÕES DE USO

- FÊMEAS PRENHES: Não utilizar doses elevadas, pois a placenta é permeável ao Clorobutanol (apesar da literatura informar que, em doses sub-hipnóticas, o efeito depressor sobre o feto é muito pequeno).
 
-Em casos de reconhecida sensibilidade alérgica ao(s) componente(s) da fórmula.
 
-IDADE: O fabricante não indica a utilização do produto em animais com idade inferior a três meses.
 
VENDA SOB PRESCRIÇÃO OBRIGATÓRIA E APLICAÇÃO SOB ORIENTAÇÃO DE MÉDICO VETERINÁRIO

 PERÍODO DE CARÊNCIA 
Suspender o tratamento 72 horas entre a última aplicação e o abate de animais para consumo de sua carne, como também para a utilização do leite de animais em lactação.
 

Produtos que você já viu

Você ainda não visualizou nenhum produto

Termos Buscados

Você ainda não realizou nenhuma busca