Tomate Vivacy –1.000 sementes – Feltrin

Tomate Vivacy –1.000 sementes – Feltrin

Aproveite, ainda temos 2 itens no estoque
R$ 500,00
6 x de R$ 83,33 sem juros
ou R$ 475,00 à vista (com 5,00% de desconto no Boleto)
Quantidade
Consulte frete e prazo de entrega

Não sabe o CEP?

descrição:

Segurança para o cultivo em regiões com pressão de Geminivírus e ViraCabeça, associado a ao alto rendimento com ótima uniformidade de frutos.
A coloração e o tamanho de fruto são dos destaques na comercialização.
Pencas definidas de 6 a 8 frutos, não necessitando raleio de frutos.
O Vivacy traz maior segurança aos agricultores pela rusticidade da planta, adaptada a diversas regiões de cultivo e alta tolerância a Fusarium raça 1,2 e 3 e Multivírus (TSWV) e (TYLCV).
 

características:

Planta: Vigorosa com excelente cobertura foliar, internódio curto e alta sanidade.
Fruto: Firme, coloração vermelha intenso, ótima pós-colheita.
Peso: 150 a170g Ciclo: 90 a 100 dias.
Alta tolerância: TMV, V, F3, N, TSWV, TYLCV.
SUGESTÕES AGRONÔMICAS:
Plantio: O tomate pode ser plantado o ano todo, desde que em regiões onde o clima é ameno. Temperaturas muito baixas, com geadas, ou calor em excesso, prejudicam o desenvolvimento e a produção do tomateiro. Em locais frios, o cultivo deve ser realizado entre os meses de Agosto e Fevereiro, já em regiões de clima quente o plantio pode ser realizado o ano todo.
Espaçamento: 0,50 a 0,70m entre plantas e 1,00 a 1,30 entre fileiras.
Clima e UR: A faixa de temperatura ideal para a germinação é de 15 a 25ºC, formação das mudas de 20 a 25ºC, florescimento 18 a 24ºC, pegamento de frutos de 14 a 17ºC durante a noite e 19 a 24ºC durante o dia, para a maturação de 20 a 24ºC. Umidade relativa do ar de 50 a 70%.
Propagação e Plantio: Iniciar o plantio do tomateiro pelo sistema de mudas produzidas em bandejas, mantendo a umidade ideal durante a formação das mesmas e mantendo-as em ambiente protegido. O uso de bandejas de isopor tem a vantagem de facilitar a semeadura e o manuseio das mesmas; permitir melhor controle fitossanitário e nutricional; facilitar o transporte para o local definitivo; e reduzir a necessidade de replantio. As mudas são transplantadas para o local definitivo assim que atingirem de quatro a cinco folhas, ou de sete a dez centímetros de altura, com elevada uniformidade e em condições de desenvolvimento normais.
Época de plantio:
Agosto a Fevereiro: Regiões de clima frio.
Ano todo: Demais regiões.
Recomendação de calagem:
Calagem: Aplicar calcário para elevar a saturação por bases a de 70 a 80% e o teor de magnésio ao mínimo de 9mmolc /dm3 . A faixa de pH ideal é de 5,5 a 6,5.
Adubação orgânica: Empregar de 20 a 30 t/ha de esterco de curral bem curtido ou composto, ou 5 a 8 t/ha de esterco de galinha curtido, trinta dias antes do plantio.
Adubação mineral: Aplicar de acordo com análise de solo, nos sulcos, 8 a 10 dias antes do transplante, 300 a 400 kg/ha de N, 600 a 1.000 kg/ha de P205 e 500 a 800 kg/ha de K20 60. Em solos com baixa fertilidade aplicar junto ao NPK 100 a 120 k/ha de sulfato de magnésio, 15 a 20 kg/ha de bórax e de 5 a 10 kg/ha de sulfato de zinco.
Adubação mineral de cobertura: Aplicar de 200 a 300 Kg/há de N e 120 a 240 Kg/há de K20, parcelando de 4 a 6 vezes, com intervalos de 15 a 20 dias entre aplicações. As quantidades menores ou maiores dependerão da análise de solo e foliar, e da produtividade esperada.
 

observações:

Para as diferentes regiões de cultivo do Brasil existem recomendações de adubação adequadas e calibradas às suas condições de solo e clima e que, portanto, apresentam algumas variações. Sendo assim, é aconselhável procurar as recomendações para o seu estado ou para aquele com condições edafoclimáticas mais próximas, consultando sempre um Engenheiro Agrônomo.
 

Produtos que você já viu

Você ainda não visualizou nenhum produto

Termos Buscados

Você ainda não realizou nenhuma busca