PHENYLARTHRITE - 100 ML - MARCOLAB

Phenylarthrite - 100 Ml - Marcolab

Aproveite, ainda temos 3 itens no estoque
R$ 49,00
ou R$ 46,55 à vista (com 5,00% de desconto no Itaú Shopline)
Quantidade
Consulte frete e prazo de entrega

Não sabe o CEP?

descrição

PHENYLARTHRITE é uma solução injetável destinada ao combate rápido e eficaz dos processos inflamatórios e dos estados febris e de dor. PHENYLARTHRITE associa a Fenilbutazona, um anti-inflamatório não esteroide com destacada ação antipirética e analgésica, à Dexametasona, um anti-inflamatório esteroide do grupo dos glicocorticoides sintéticos, com marcada atividade antialérgica.

bula

Composição:
Cada 100 mL contém:

Fenilbutazona .......... ........................18,00 g
Dexametasona fosfato sódico ........ 35,00 mg
Veículo q.s.p. ................................ 100,00 mL

Indicação:
Artrites, tendinites, reumatismos articulares e musculares, processos congestivos, hipertemia, golpe de calor, complicações inflamatórias de afecções traumáticas ou microbianas diversas.

Dosagem:
Equinos adultos - 3 a 4 mL para cada 100 kg de peso de massa corporal, por via intravenosa lenta, a cada 24 ou 48 horas. Potros - 1 a 2 mL para cada 50 kg de peso de massa corporal, por via intravenosa lenta, a cada 24 ou 48 horas. Cães – 1 mL para cada 15 kg de peso de massa corporal por via intravenosa lenta diariamente. A dose máxima diária não deve exceder a 800 mg.

DURAÇÃO DO TRATAMENTO: Usar as doses mais altas nas primeiras 48 horas e em seguida a dose é reduzida gradativamente para um nível de manutenção e é mantida num nível baixo capaz de se obter uma resposta clínica desejável. O tratamento varia de 3 a 14 dias (média de 7 dias) nos equinos e 3 dias nos caninos.

Administração: via endovenosa lenta ou intramuscular profunda. nos equinos, a via endovenosa é sempre preferível.

Precauções: As injeções endovenosas devem ser administradas muito lentamente. As injeções intramusculares devem ser profundas na massa muscular. Em todos os casos as injeções devem obedecer a uma rigorosa assepsia. Cabe ao Médico Veterinário determinar a duração do tratamento e a sua repetição uma a duas semanas após o término do tratamento. Como com todos os tratamentos corticoterápicos, nos casos de animais atingidos por infecções bacterianas agudas ou crõnicas, torna-se necessário o controle da infecção por agentes terapêuticos apropriados. É contra-indicado nos casos de insuficiências cardíacas, hepáticas ou renais; Gestação avançada (último terço da gestação); Diabete. O produto deve ser administrado sob orientação do Médico Veterinário. Não administrar o produto a equinos destinados ao abate.

Produtos que você já viu

Você ainda não visualizou nenhum produto

Termos Buscados

Você ainda não realizou nenhuma busca