Pareun – Antimicrobiano Injetável Para Equinos - 100 mL- OuroFino

Pareun – Antimicrobiano Injetável Para Equinos - 100 mL- OuroFino

Aproveite, ainda temos 3 itens no estoque
R$ 155,00
3 x de R$ 51,66 sem juros
ou R$ 147,25 à vista (com 5,00% de desconto no Itaú Shopline)
Quantidade
Consulte frete e prazo de entrega

Não sabe o CEP?

descrição:

Antimicrobiano Injetável a base de Amicacina para equinos.
 

indicações:

Pareun é indicado para o tratamento das doenças infecciosas bacterianas em equinos causadas por agentes sensíveis à Amicacina. Os agentes etiológicos susceptíveis ao Pareun são: Escherichia coli, Enterobacter aerogenes, Klebsiella pneumoniae, Listeria monocytogenes, Pseudomonas aeruginosa, Salmonella newport, Salmonella typhimurium, Serratia marcescens, Staphylococcus aureus e Staphylococcus intermedius. Algumas doenças que acometem os cavalos são oriundas de infecções bacterianas causadas por estes microrganismos e estão geralmente relacionadas com o trato respiratório, desordens hepáticas, musculoesqueléticas, tratos genito-urinário e gastrintestinal, sistema nervoso, pele e doenças oculares.
 

farmacocinética e farmacodinâmica:

Farmacocinética:
 
As propriedades farmacocinéticas da Amicacina são típicas dos aminoglicosídeos. Estes antimicrobianos são pouco solúveis e têm reduzida capacidade de transpassar barreiras biológicas. Graças a sua elevada hidrossolubilidade possuem uma boa distribuição pelo espaço extracelular. Há relatos de que o volume de distribuição da Amicacina varia entre 0,15 a 0,3 L/kg. Em animais neonatos, como geralmente há maior porcentagem de água extracelular do que nos adultos, o volume de distribuição de aminoglicosídeos é maior e podem requerer doses maiores. Os aminoglicosídeos são bem absorvidos após administração intramuscular ou subcutânea. A taxa de ligação destes fármacos com as proteínas plasmáticas é baixa, sendo inferior a 25%. Após a administração parenteral, obtêm-se concentrações efetivas no fluido sinovial, perilinfa, fluido pleural e fluido pericárdico. Como são moléculas grandes e altamente ionizadas em pH fisiológico, apresentam baixa lipossolubilidade e limitada capacidade em penetrar nas células e nas barreiras celulares. A biodisponibilidade da Amicacina após sua administração intramuscular ou subcutânea é alta (90% a 100%) e, em equinos, este antimicrobiano se distribui ao fluido peritoneal e fluido sinovial, além dos anteriormente descritos. Os aminoglicosídeos não são biotransformados de maneira significativa no organismo animal. Há relato de meia-vida de eliminação plasmática da Amicacina de 1 a 2 horas em animais adultos. Já em neonatos, esta meia-vida é maior, especialmente quando apresentam sepse ou hipóxia. A excreção dos aminoglicosídeos ocorre totalmente pela via renal (filtração glomerular) e a droga inalterada é rapidamente excretada na urina. Quando a função renal se encontra comprometida, há redução na excreção e pode ser necessário ajuste de dosagem a fim de se evitar acúmulo do fármaco no organismo e toxicidade. Seguem abaixo resumidos os resultados dos estudos de biodisponibilidade do Pareun quando administrado nas doses de 15,0 mg/kg IM em equinos adultos e 21,0 mg/kg IM em potros.
 
Farmacodinâmica:
 
Os aminoglicosídeos são antibióticos bactericidas, e geralmente apresentam atividade concentração-dependente, de forma que quanto maior o nível sérico acima da concentração inibitória mínima (CIM), maior a capacidade de erradicação bacteriana. Em concordância, a eficácia do Pareun foi comprovada para os microrganismos supracitados por meio de ensaios clínicos que consideraram a ação concentração-dependente da Amicacina. Os aminoglicosídeos devem penetrar na bactéria para serem efetivos. Uma vez no interior da bactéria, ligam-se à subunidade 30S do ribossomo e ocasionam uma leitura errônea do código genético, interrompendo a síntese normal da proteína bacteriana. Outros efeitos dos aminoglicosídeos incluem interferência no sistema de transporte de elétrons da célula, indução de desarranjo de ácido ribonucleico, inibição da translação, efeitos no metabolismo do ácido desoxirribonucleico e lesão às membranas celulares. A Amicacina, segundo a literatura, é um dos princípios ativos mais eficazes do seu grupo de antimicrobianos, pois tem o maior espectro de atividade antimicrobiana.
 

fórmula:

Cada frasco de 100 mL contém:
 
Amicacina base ................... 33,75 g *
Veículo q.s.p. .................. 100,00 mL
*Corresponde a 45,05 g de sulfato de Amicacina.
 

modo de uso e dosagens:

Pareun é indicado para uso em equinos e deve ser administrado pela via intramuscular. A dose do Pareun para cavalos adultos é 15,0 mg de Amicacina/kg de peso vivo (PV), o que corresponde a 2,0 mL/45 kg de PV. Em potros, a dose de Pareun é 21,0 mg de Amicacina/kg (2,8 mL/45 kg). Em ambos os casos, o tratamento é em dose única. Entretanto, Pareun pode ser utilizado por até 7 dias consecutivos (administrações a cada 24 horas), a critério do médico-veterinário. Caso o volume de produto a ser aplicado exceda 10 mL, recomenda-se que seja dividido em dois ou mais locais de aplicação. Após a abertura do frasco, utilizar o produto em até 06 (seis) meses. Neste período, manter o produto em condições adequadas de armazenamento e esterilidade.
 

Produtos que você já viu

Você ainda não visualizou nenhum produto

Termos Buscados

Você ainda não realizou nenhuma busca