Alface Soraia – 10.000 Sementes – Feltrin

Alface Soraia – 10.000 Sementes – Feltrin

Aproveite, ainda temos 1 item no estoque
R$ 168,33
3 x de R$ 56,11 sem juros
ou R$ 159,91 à vista (com 5,00% de desconto no Itaú Shopline)
Quantidade
Consulte frete e prazo de entrega

Não sabe o CEP?

descrição:

A Feltrin Sementes apresenta em sua linha a Alface Soraia, segmento crespa verde com tolerância a Míldio. Planta de porte grande, elevada crespicidade e altamente tropicalizada. Pode ser cultivada a campo aberto ou hidroponia.
 

características:

Plantas: Muito atrativas, uniformes, folhas crespas e coloração verde mais clara.
Ciclo: 35 a 50 dias após o transplante.
Época de plantio: Indicado para o inverno.
Regiões para cultivo: Sul, Sudeste, Norte, Nordeste e Centro Oeste.
Alta Tolerâncias: Míldio (Bremia lactucae), Pendoamento precoce, Tip Burn.
 

vantagens:

Material tropical muito estável em todas regiões do Brasil. Altamente tolerante ao pendoamento precoce e ao Míldio, doença típica de regiões frias e úmidas. Peso médio 700 a 900 g, média de 30 folhas/planta.
 

sugestões agronômicas:

Tratos culturais:
Plantio tradicional:
• Formação de mudas;
• Preparo de solo;
• Adubação
• Controle de doenças.
Irrigação: Atualmente existem vários sistemas de irrigação cada um com suas vantagens e desvantagens, o mais importante é orientar aos produtores que o sistema de irrigação a ser utilizado deverá aplicar uma lâmina de água homogênea na área que supra a necessidade da planta e evite qualquer tipo de estresse.
Colheita: O ciclo da variedade é de 35 a 50 dias, podendo ocorrer pequenas variações para mais ou para menos devido às combinações de clima e manejo. A colheita sempre deve acontecer nos momentos de temperaturas mais amenas do dia de preferencialmente pela manhã.
Recomendação de calagem:
Calagem: Aplicar calcário para elevar a saturação por bases a 80% conforme as recomendações técnicas da região.
Adubação orgânica: Utilizar de 60 a 80 t/hectare de esterco de curral curtido, ou ¼ dessa quantidade de esterco de galinha curtido, cerca de 30- 15 dias antes da semeadura ou plantio das mudas.
Adubação mineral de plantio: Aplicar 40kg/ha de N, 200 a 400 kg/ha de P2O5, e 50 a 150 kg/ha de K2O, e 1 kg/ha de Bo.
Adubação mineral de cobertura: Aplicar 20 a 30 kg/ha de N, em três parcelas aos 15, 30 e 45 dias após o plantio ou aos 10, 20 e 30 dias após o transplante de mudas.
Para as diferentes regiões de cultivo do Brasil existem recomendações de adubação adequadas e calibradas às suas condições de solo e clima e que, portanto, apresentam algumas variações. Sendo assim, é aconselhável procurar as recomendações para o seu estado ou para aquele com condições edafoclimáticas mais próximas. Analise de solo e orientação do Engenheiro Agrônomo é fundamental.
 

advertência:

Todas as informações contidas neste folder sobre a cultivar são baseadas em observações e dados coletados em condições de cultivo, e laboratoriais, que dependem de muitos fatores, como ambientais e de manejo, que podem afetar o desempenho das cultivares quanto as suas características e comportamento. Desta forma a empresa não se responsabiliza pelos resultados diferentes obtidos pelos produtores em condições de cultivo quando os mesmos não reproduzirem as características mencionadas acima. Consulte seu distribuidor ou revenda para que através de seus Agrônomos ou Técnicos possam oferecer sugestões de manejo para as mesmas e sanar dúvidas.
 

Produtos que você já viu

Você ainda não visualizou nenhum produto

Termos Buscados

Você ainda não realizou nenhuma busca