+55 (67) 3321-6800
Olá visitante, faça seu
Olá visitante, faça seu
SINCRO CP 50 ML - CIPIONATO Ourofino

SINCRO CP 50 ML - CIPIONATO Ourofino

Aproveite, ainda temos 3 itens no estoque
1 x de R$ 29,00 sem juros
R$ 29,00
ou R$ 27,55 à vista (com 5% de desconto no Boleto)
Aproveite, ainda temos 3 itens no estoque
R$ 29,00
ou R$ 27,55 à vista (com 5,00% de desconto no Boleto)
Quantidade

Consulte frete e prazo de entrega

Consulte frete e prazo de entrega

Não sabe o CEP?

descricao

Agente hormonal librador de LH à base de Cipionato de Estradiol.

bula

Fórmula:

Cada 100 ml contém:

Cipionato de Estradiol .............. 100 mg

Veículo q.s.p. .............................100 ml

Indicações:

A utilização das terapias hormonais permite a sincronização de estro e aumenta a taxa de detecção de estro e de vacas inseminadas, resultando em menor período de serviço e intervalo de partos, possibilitando reduzir a estação de monta e a obtenção de produtos mais uniformes.

SincroCP é indicado para induzir e sincronizar a ovulação de fêmeas bovinas em protocolos reprodutivos pois promove a liberação e pico do hormônio luteinizante (LH). Apresenta em sua formulação o cipionato de estradiol, um dos principais estrógenos utilizados na sincronização do estro em bovinos.

Modo de Uso e Dosagens:

SincroCP deve ser administrado exclusivamente por via intramuscular, na dosagem de 1 mL por animal (dose equivalente a 1 mg de cipionato de estradiol/ animal).

Obervação: A dose preconizada acima é sugestiva, uma vez que a resposta aos tratamentos hormonais é individualizada. Cabe ao médico veterinário prescrever a dose mais adequada a cada caso.

Contraindicações e limitações de uso:

O uso do SincroCP é contraindicado para animais com hipersensibilidade ao cipionato de estradiol. A terapia estrogênica deve se limitar a fêmeas reprodutoras e não prenhes. O estradiol é contraindicado durante a gestação, pois pode causar malformações fetais do sistema geniturinário e induzir a depressão da medula óssea fetal. Em casos de corpo lúteo prolongado em vacas, um exame minucioso do útero deve ser realizado para determinar se há endometrite ou gestação. Não utilizar em animais que apresentem hipersensibilidade a qualquer componente do produto.

Precauções:

Obdecer às dosagens recomendadas para o uso do produto. Somente médico veterinário está apto a fazer alterações nas dosagens do produto.

Uso exclusivo em animais.

Não utilizar o produto fora do prazo de validade.

Utilizar agulhas e seringas esterilizadas, observando as boas práticas de assepsia.

Evitar o contato do produto com a pele e mucosas.

A resposta da utilização de hormônios com finalidade de sincronização do cio depende do bom estado corporal em que o animal se encontra e da ausência de causas de baixa fertilidade como doenças reprodutivas e endócrinas. Um correto manejo nutricional na propriedade é imprescindível, uma vez que as características reprodutivas são de baixa herdabilidade e conseqüentemente, são muito mais influenciadas pelo meio.

Reações Adversas:

Não são esperadas reações adversas quando o produto é utilizado dentro das recomendações. O tratamento prolongado com altos níveis de estrogênio acarreta distúrbios uterinos que causam hiperdesenvolvimento do epitélio glandular e das glândulas, bem como, por fim, piometra devido à secreção glandular excessiva.

Doses altas e repetitivas podem causar vários efeitos indesejáveis, podendo ocasionar estiramento pós-parto com prolapso da vagina ou mesmo do útero e em vacas prenhes, pode ocorrer aborto. A administração excessiva ou prolongada acarreta supressão e hipoplasia ovarianas, seguidas pelo desenvolvimento de cistos ovarianos. A presença de estro prolongado, irritação genital, diminuição no fluxo de leite, desenvolvimento precoce e cistos foliculares também são descritos como efeitos secundários à super dosagem na terapia com estrógenos. O 17B-estradiol tem ações teratogênicas sobre o trato genital e, eventualmente, sobre outros órgãos.

Discrasias sanguíneas são mais prevalentes em animais mais velhos e quando doses elevadas são usadas. Nestes casos, inicialmente se observa trombocitose e/ou leucocitose, com posterior trombocitopenia/leucopenia.

Alterações no esfregaço sanguíneo periférico podem ser visíveis dentro de duas semanas após a administração de estrogênio.

Apesar das reações adversas citadas pela literatura, nos estudos de segurança conduzidos com o SincroCP não houve a presença de qualquer evento adverso.

Indique a um amigo

Preencha os campos abaixo e clique em Indicar Produto.
A sua indicação será enviada para o e-mail especificado.

Avaliar produto

Preencha seus dados, avalie e clique no botão Avaliar Produto.
Muito Ruim Ruim Bom Muito Bom Excelente

Produtos que você já viu

Você ainda não visualizou nenhum produto

Termos Buscados

Você ainda não realizou nenhuma busca